Mapas

“Calle Rio Branco… Canelones… Durazno…”. O momento é propício. Nunca imaginei que quatro anos de consciência determinada do meu futuro se transformariam em um vácuo existencial, intelectual, mental e todas as outras variações que possam surgir. Sempre soube o que estaria fazendo com pelo menos um ano de antecedência. Tudo muito planejado. “Vou sair deste estágio até o final do mês”. “Vou morar sozinha até o fim do ano”. “Irei comprar um computador, assim que der”. Exemplo de profissional, digna de menção honrosa pela forma metódica com que planejo o futuro.

“Calle Maldonado… Carlos Gardel…”. Tudo isso, até que o destino lhe prega uma peça e retira o chip organizacional que você tinha instalado na nuca: “Não sei o que fazer da minha vida!”. Um dia, ouvi alguém dizer que as pessoas mais interessantes não sabiam o que fazer da vida durante boa parte da existência delas. Realmente, precisam ser muito especiais, porque não estou sabendo lidar com isso.

“Calle Paraguay… Rio Negro… Colonia…”. São 13h09 de uma terça-feira ensolarada, aqui em Montevideo. Caminho sozinha pelas ruas de uma cidade que não conheço. Leio o mapa amassado em minha mão, que pouco significa. Nomes de ruas que não conheço. Escolho qualquer direção, não fará diferença.

“Calle Ejido… Carlos Gardel… Quijano…”. Estar sem rumo na vida e caminhar sem destino certo por aí, traduz a personificação do meu estado de espírito. É bom, mas não sei explicar a razão.

“Calle Yaguaran… Rondeau…”. Como você desconhece as ruas, avenidas e casas antigas, não existe compromisso de se ter planos. Não tenho intimidade com nada, nem com ninguém. Não preciso dizer que não sei o que fazer da vida, não preciso me sentir mal com isso. Não há cobranças.

“Calle Cebollati… La cumparsita…”. É bom caminhar entre os desconhecidos do lado de fora. Não sei lidar com os daqui de dentro, de mim. Por enquanto, aproveito a única semelhança com as ruas e eu: a cumplicidade de ser e estar perdido em algum lugar, à espera de um turista que nos encontre em alguma direção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s