Porto Alegre não está preparada para a Copa

Definitivamente, Porto Alegre não está preparada para receber os Jogos da Copa do Mundo em 2014. Não faço o tipo pessimista, pelo contrário, acredito que com a vinda de eventos como este, possibilita o aprimoramento de instalações e serviços, que, se dependesse da boa vontade dos agentes públicos, demorariam muito mais.

É claro, estamos passando por um processo de transição, de estudos e projetos. Mas é preciso mais, muito mais.

Trânsito:

Não sei ao certo quais são as alternativas que a prefeitura de Porto Alegre e o estado apresentam para o trânsito da cidade e do Estado. O que percebemos, hoje, é que um acidente entre dois veículos de passeio causa o maior estresse. E nem precisa ocorrer na vias mais movimentadas, pois com o tamanho da cidade, de ruas estreitas, não é necessário muito para que o caos se instale.

No início deste ano, o Metallica se apresentou no Pepsi on the Stage, um centro de eventos de Poa. Isso bastou para que passageiros do aeroporto, que desembarcavam naquelas horas, não conseguissem se deslocar por quase 2 horas. Ou seja, não podemos ter eventos de grandes proporções sem causar congestionamento.

Táxi:

Ah, sim, os táxis. Em primeiro lugar, os motoristas precisam se conscientizar de que com o calor senegalês da capital gaúcha é humanamente impossível não estar refrigerado no ar condicionado, ainda mais quando o carro dispõe de tal recurso. Em qualquer outra capital do Brasil, a primeira coisa que o taxista pergunta é: “O senhor (a) deseja que eu ligue o ar?”. Mas aqui, os taxistas ficam bravos com você, afinal, querem economizar.

Controlo meus instintos mais violentos. Amigos, estou pouco me lixando se o taxista gasta ou não. Eu pago a corrida, justamente, para ter o conforto que o ônibus não me proporciona. Não é arrogância, é exigir qualidade pelo serviço que nos é cobrado.

Fora os malabarismos dos mesmos no trânsito: não dão sinal quando ultrapassam, estacionam em lugares impróprios, passam o sinal vermelho (como já aconteceu comigo, quase fui atropelada). Está faltando educação e orientação para alguns taxistas. Não vamos generalizar, claro! Existem bons motoristas, no entanto já são escassos.

Policiamento:

Quero acreditar que até 2014 ações mais efetivas da polícia serão realizadas. A falta de policiamento não é novidade para ninguém. Ando quilômetros por Porto Alegre e não encontro viaturas ou policiais militares nas ruas.

A presença da polícia não impede por completo a criminalidade, mas inibe. Caminho costurando a rua, com o objetivo de despistar eventuais assaltantes e olhando repetidamente para os lados na tentativa de evitar furtos.

***x****x******

Esses são apenas alguns pontos a serem destacados e espero que estejam na pauta dos futuros administradores públicos. Tais cuidados deveriam ser prioridades para qualquer governo em qualquer situação, não apenas para um evento futebolístico. Transporte público de qualidade, acesso à saúde, moradia decente e lazer deveriam ser permanentes. Este é o único papel daqueles em que votamos.  Não adianta esconder as vilas das vistas dos turistas.

Será que as autoridades se deram conta das nossas deficiências ou o bairrismo exacerbado ainda acredita que “somos os melhores” do que outras capitais brasileiras?

Temos quatro anos para planejar e executar os projetos desejados. No entanto, é bom se conscientizar de que o evento não é o Garota Verão, é a Copa! E amadorismo não cai bem para ninguém.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s